Perguntas Frequentes

DMRI é a mesma coisa que doença de Catarata?

Não. São problemas distintos mas ambos aparecem com maior frequência na terceira idade. A DMRI é a Degeneração Macular Relacionada à Idade. Uma doença ocular que afeta a área central da retina (mácula), fazendo com que haja a perda progressiva da visão. Somente com um controle regular, feito por meio de visitas periódicas ao oftalmologista é possível um diagnóstico correto e toda a orientação sobre como cuidar destes problemas oculares.

×

Com que idade estarei sujeito a ter catarata?

A catarata pode ocorrer em qualquer faixa etária, mas é mais freqüente após os 40 anos de idade. Catarata é a opacificação do cristalino, a lente do interior dos olhos. Ela ocorre, geralmente, nos dois olhos e provoca a diminuição da visão, progressivamente, com embaçamento.

A catarata é responsável por 50% dos casos de cegueira do mundo. Estima-se que em 50% das pessoas de 60 anos já seja necessária a realização da cirurgia e em quase 100% nos maiores de 80 anos.

O diagnóstico da catarata é feito por um médico oftalmologista através de exame do paciente pelo biomicroscópio. Uma vez diagnosticada, e comprovada que há diminuição da visão, são solicitados exames oftalmológicos complementares para avaliar se há necessidade de intervenção cirúrgica para a correção da catarata, seu prognóstico e quais são os tipos de lentes intra-oculares que poderiam ser implantadas. A boa notícia é que hoje temos técnicas bastante avançadas, que tornam a cirurgia de catarata cada vez mais segura, com tempo de recuperação diminuído e mais conforto para o paciente.

×

Muitas crianças em idade escolar apresentam problemas de aprendizagem relacionados a doenças oculares. Como agir?

Com o início da vida escolar, alguns problemas oculares, como os de refração, podem surgir na criança. E se não for percebido ou tratado pode gerar dificuldades no processo de aprendizagem. Conhecidos como “grau”, os erros refrativos são a causa mais comum de deficiência visual na infância, nestes se incluem a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo.

É durante a infância que a visão se desenvolve, atingindo sua maturidade por volta dos cinco anos de idade. Nessa fase, algumas crianças podem apresentar problemas como estrabismo, ambliopia (“olho preguiçoso”) e ptose (pálpebra caída) que podem ser reversíveis se tratados o quanto precocemente.

×

É verdade que a gestante já deve ter alguns cuidados com a visão do bebê?

Sim. Os cuidados começam na gestação. A mãe deve prevenir-se por meio de vacinas contra doenças como a rubéola e a toxoplasmose, que podem causar cegueira e problemas neurológicos na criança. Assim que o bebê nasce, ainda na maternidade, deve ser realizada a primeira avaliação oftalmológica, por meio do teste do olhinho, capaz de detectar, entre outros problemas, catarata congênita, glaucoma congênito e retinoblastoma. Caso o bebê apresente lacrimejamento constante, pálpebras inchadas, secreção purulenta, olho vermelho, estrabismo, pupila esbranquiçada e assimetria entre o tamanho dos globos oculares, deverá ser realizada uma segunda avaliação, o mais breve possível.

×

A partir de que idade devo procurar um oftalmologista?

A saúde ocular é importante em todas as idades. Isso porque problemas visuais podem ocorrer nas diferentes fases da vida. O especialista é quem pode orientar sobre a melhor medida preventiva ou sobre o tratamento mais indicado para você e sua família, em cada momento.

×

Onde devo fazer um check-up?

Seja qual for a faixa etária, os cuidados com a saúde ocular e o atendimento por um oftalmologista são importantes para proteger a visão e, por isso, devem ser realizados periodicamente. Agendar uma consulta com um oftalmologista é o primeiro passo. No consultório, você deve informar que gostaria de fazer um ckeck-up da sua visão. O especialista o orientará sobre quais exames deve realizar e como ocorrerá a sua avaliação.

×

Como é feito o check-up oftalmológico?

O check-up ocular nada mais é do que uma avaliação clínica oftalmológica que permite através de exames, como fundo de olho e aferição da pressão ocular, analisar as condições visuais do indivíduo, detectando possíveis doenças em fase assintomática e prevenindo para que problemas oculares graves não ocorram. Uma vez incluída na sua agenda, basta que renove esta avaliação a cada ano.

×

Como garantir a saúde dos meus olhos?

Com frequência, nos preocupamos em realizar exames de rotina no coração, ossos, sangue, cabeça, mas sempre deixamos a visão fora dos planos. Uma boa forma de assegurar que os olhos estão saudáveis é realizar, anualmente, um check-up oftalmológico.

×